SAE

Sistema de Água e Esgoto

A ocupação organizada
e o equilíbrio com a natureza

Jurerê in_ tem como seu valor maior a privilegiada natureza de seu entorno – a bela praia, os manguezais, as ilhas, os morros e a fauna e flora. A concepção do residencial buscou o equilíbrio com a natureza, e a melhor maneira de garantir a conservação é a ocupação organizada. O Sistema de Água e Esgoto – SAE, desde o seu início, em 1981, tem como metas a preservação ambiental e a saúde pública. Ao longo dos anos, vem servindo de modelo para outras localidades e profissionais dos âmbitos público e privado. Atualmente, possui as certificações de qualidade ISO 9001 e ISO 14001.

O SAE é composto pela Estação de Tratamento de Água – ETA e a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE, pioneira no uso do sistema de coleta de esgotos a vácuo no Brasil.

Política de Sustentabilidade

Garantir o foco do cliente para assegurar a oferta de produtos imobiliários e serviços com qualidade e a satisfação dos clientes, proporcionando experiências de bem viver, viver bem e conviver.

Respeitar os diretos humanos e a diversidade, garantindo o comportamento ético, iniciativas de inclusão social, e a não existência do trabalho infantil, forçado ou análogo ao trabalho escravo.

Estimular parcerias com provedores externos através de práticas de compras responsáveis com o intuito de desenvolvimento do comércio local, responsabilidade social, geração de emprego e renda.

Promover a participação em conselhos e associações de classe, realizando investimentos sociais e incentivando o voluntariado nas áreas de educação, esporte, cidadania, preservação ambiental, cultural e geração de renda.

Garantir práticas de governança responsáveis e transparentes, assegurando resultados que promovam o crescimento e a rentabilidade dos negócios de forma sustentável.
Proteger o meio ambiente incluindo a prevenção da poluição, a gestão de resíduos sólidos e de impactos ambientais atrelados às nossas atividades e às mudanças climáticas.

Promover a saúde e o bem-estar dos colaboradores, por meio da prevenção de lesões, ferimentos e danos para a saúde ocupacional.

Contribuir para o desenvolvimento sustentável e responsabilidade social das comunidades no entorno, considerando as expectativas das partes interessadas, em consonância com as normas e compromissos voluntários.

Alinhar nossas ações à agenda global proposta pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), preconizados pela Organização das Nações Unidas (ONU), e a outros compromissos firmados voluntariamente.

Garantir o desenvolvimento e desempenho de um sistema de gestão integrado, que assegure a melhoria contínua e o atendimento aos requisitos legais aplicáveis e outros requisitos.

Balneabilidade

Controle de balneabilidade da praia de Jurerê in_ seguindo as diretrizes do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA)

Serviços

Tratamento de água

O sistema é automatizado, com capacidade de tratamento de 70 litros por segundo, fornecendo água para todo o open resort. A qualidade da água é monitorada por laboratório próprio, capaz de avaliar os mais importantes parâmetros de potabilidade, e laboratório externo certificado.

Tratamento de esgoto

A Estação de Tratamento de Esgoto é totalmente automatizada, com monitoramento durante as 24h do dia. O processo de tratamento é o SBR (Sequencing Batch Reactors), que devolve efluentes tratados de alta qualidade para a natureza.

Distribuição de água

Com controle automatizado, a rede tem pressão constante, garantindo o padrão do abastecimento, mesmo com alto consumo. O sistema dispõe, ainda, de geradores movidos a diesel, que asseguram a continuidade do abastecimento, inclusive quando há queda no fornecimento de energia.

Coleta de esgoto a vácuo

O SAE em Jurerê in_ foi a primeira empresa brasileira a usar coletores de vácuo de esgoto. Este processo reduz a contaminação do solo e as reservas de água, ao mesmo tempo que melhora o sistema.

Roteiro de cálculos da fatura


A tabela tarifária do Serviço de Abastecimento de Água e Tratamento de Esgoto de Jurerê in_ – SAE e todos os serviços prestados terão reajuste de 6,35% (seis vírgula trinta e cinco por cento), correspondente à variação acumulada do IPCA/IBGE no período de 13 meses (março de 2022 a março de 2023), com base na Nota Técnica ARESC nº 003/2023 – Reajuste da CASAN no município de Florianópolis.

CALCULAR – Como calcular sua conta de água e esgotos

 

Clique  aqui  para abrir nosso simulador.

 

Caro cliente,

As tarifas de água, esgoto e todos os serviços prestados terão reajuste de 6,35% (seis vírgula trinta e cinco por cento), correspondente à variação acumulada do IPCA/IBGE no período de 13 meses (março de 2022 a março de 2023), com base na Nota Técnica ARESC nº 003/2023 – Reajuste da CASAN no município de Florianópolis.

Segue abaixo tabela com as novas tarifas de acordo com a categoria e faixa de consumo de

cada unidade consumidora:

Categoria Faixa   Consumo m³ R$/m³
TFDI Tarifa Fixa de Disponibilidade de Infraestrutura 37,31
Residencial 1 1 a 10 2,48
2 11 a 25 11,53
3 26 a 50 15,41
4 Acima de 50 19,39
TFDI Tarifa Fixa de Disponibilidade de Infraestrutura 37,31
Comercial 1 1 a 10 5,49
2 11 a 50 15,41
3 Acima de 50 19,39

OBS: TARIFA DE ESGOTO = 100% DO VALOR DA TARIFA DA ÁGUA

Obs. Em Jurerê Internacional praticamos duas categorias de tarifas: residencial e comercial. No caso de um edifício, podemos ter a combinação dos dois tipos diferentes de tarifas numa única conta, p.ex. um edifício com usos, residencial e comercial.

Agora vamos a três exemplos práticos para demonstrar como calcular sua conta de água e esgotos utilizando a tabela acima:

Ex. 1.   Uma residência com consumo mensal de água = 3 m³

Cálculo: Neste caso temos 01 Economia na 1 faixa de consumo.

Faixa 1 Residencial – De 1 m³ a 10 m³ (2,48 cada m³) X 3m³ = R$ 7,44

Somar a TFDI (R$37,31) Total da fatura de Água: R$ 44,75

Total da fatura de água R$ 44,75(x2) quando com esgotos = R$ 89,50

OBS: Lembre que a tarifa de esgotos é equivalente a 100% do consumo de água somado ao TFDI

Ex. 2.   Uma residência com consumo mensal = 32 m³

Cálculo: Neste caso temos 01 Economia nas 3 faixas de consumo.

Faixa 1 Residencial – De 1 m³ a 10 m³ (2,48 cada m³) X 10m³ = R$ 24,80

Faixa 2 Residencial – De 11 m³ a 25 m³ (11,53 cada m³) X 15m³ = R$ 172,89

Faixa 3 Residencial – De 26 m³ a 50 m³ (15,41 cada m³) X 7m³ = R$ 107,87

Somar a TFDI (R$37,31) Total da fatura de Água: R$ 342,87

Total da fatura de água R$ 342,87 (x2) quando com esgotos = R$ 685,75

OBS: Lembre que a tarifa de esgotos é equivalente a 100% do consumo de água.

Ex. 3.   Um edifício com 12 apartamentos e 4 lojas com consumo total = 432 m³ (economia mista)

Cálculo: Neste caso temos 12 economias residenciais e 4 economias comerciais.

432 m³ / 16 economias = 27 m³ – Este é o consumo de cada uma das economias

Faixa 1 Residencial = De 1 m³ a 10 m³ (2,48 cada m³) X 10m³ = R$ 24,80

Faixa 2 Residencial = De 11 m³ a 25 m³ (11,53 cada m³) X 15m³ = R$ 172,89

Faixa 3 Residencial = De 26 m³ a 50 m³ (15,41 cada m³) X 2m³ = R$ 30,82

Somar a TFDI (R$37,31) Total da fatura de Água: R$ 265,82

Total residencial R$ 265,82 multiplicado pelo nº de economias (12) = R$ 3.189,87

Faixa 1 Comercial = 04 Econ. Comerciais De 1 m³ a 10 m³ (5,49 cada m³) X 10m³ = R$ 54,90

Faixa 2 Comercial = 04 Econ. Comerciais De 11 m³ a 50 m³ (14,49 cada m³) X 17m³ =R$ 261,97

Somar a TFDI (R$37,31) Total da fatura de Água: R$ 354,18

Total comercial R$ 354,18 multiplicado pelo nº de economias (4) = R$ 1.416,72

Total da fatura de água R$ 4.606,59 (x2) quando com esgotos = R$ 9.213,19

OBS: Lembre que a tarifa de esgotos é equivalente a 100% do consumo de água.

 

 

Leitura de hidrômetro

A unidade usada para medir é o metro cúbico (m³). Veja como você pode fazê-lo.

Utilizando o hidrômetro como aliado

A unidade de medida utilizada pelos hidrômetros para registrar o consumo de água é o metro cúbico (m³). O mecanismo totalizador é composto de cilindros ciclométricos (roletes) combinados com ponteiros. O valor da menor divisão do totalizador, que é a menor quantidade de água que ele registra, é igual a 0,0001 m³ (ou 0,1 litro).
O volume de água que foi consumido durante um determinado período é calculado simplesmente pela diferença entre as leituras inicial e final do monitoramento. Para calcular-se a vazão, basta cronometrar o tempo entre as duas leituras, e se dividir a diferença entre as leituras pelo tempo obtido.
Como fazer a leitura

É fácil fazer a leitura de um hidrômetro; deve-se ler os números em preto e desprezar os demais. Assim, no hidrômetro abaixo, a leitura é de 9999.

 

Recomenda-se que o proprietário faça leituras periódicas do seu hidrômetro, pois dessa forma é possível obter o consumo médio diário. Caso o consumo aumente significativamente, sem razão aparente como visitas, troca de água de piscina, etc., verifique imediatamente as instalações hidráulicas, pois pode estar havendo algum vazamento. Caso seja detectado algum vazamento, registre o mesmo com fotos e comunique ao SAE imediatamente, através do fone +55 (48) 3211-3175

Dúvidas, sugestões, reclamações

Setor administrativo do SAE:

Localizado junto à Estação de Tratamento de Água – ETA, Avenida dos Dourados; s/n – Jurerê Internacional – Florianópolis SC – Tel +55 (48) 3211-3175 ou WhatsApp +55 (48) 9116-5368

Como encontrar vazamentos

Em instalações de construção, vazamentos devem ser seguidos da entrada da água para os produtos instalados.

Detectando vazamentos

Nas instalações prediais, a detecção de vazamentos na rede deve ser analisada desde a entrada da água no cavalete até os produtos instalados. Para auxiliar na detecção de vazamentos, existem alguns equipamentos disponíveis no mercado como sensores acústicos, entre outros.

Confira algumas dicas para detectar os vazamentos e seus respectivos gastos. Os vazamentos podem ser visíveis ou ocultos. Os visíveis ocorrem nas torneiras (jardim, tanque, pia de cozinha), na bóia da caixa d’água ou nas tubulações embutidas na parede. Neste último caso, a umidade vai aparecer na própria parede.

Veja na tabela abaixo alguns tipos de vazamentos, suas vazões e quanto se perde de água em bacias sanitárias. Devemos analisar por quantos furos de lavagem a água está saindo, para verificarmos a quantidade de água perdida em um mês.

 

Torneiras
Gotejamento lento
Gotejamento rápido
Choro contínuo
Vazão de 0,01 L/min
Vazão de 0,025 L/min
Vazão de 0,15 L/min
Perda mensal 400L
Perda mensal 1.000L
Perda mensal 6.500L

 

Bacias sanitárias
Número de furos de lavagem
Correspondente de vazamento
Perda mensal
1 – 3
0,1 L/min
4.320L
3 – 6
0,3 L/min
12.960L
Mais furos
0,5 L/min
21.600L

 

TESTE 1

ramal

Ramal que abastece a água desde o cavalete da rua até a torneira de bóia na caixa d’água
Siga os passos para verificar possíveis vazamentos:

  1. Mantenha aberto o registro do cavalete.
    2. Feche bem todas as torneiras da casa e não utilize os sanitários.
    3. Feche completamente as torneiras de bóia das caixas, não permitindo a entrada de água.
    4. Marque a posição do ponteiro maior do seu hidrômetro e, após uma hora, verifique se ele se movimentou.
    5. Caso ele tenha se movimentado, é sinal de que existe vazamento no ramal diretamente alimentado pela rede abastecedora de água.

TESTE 2

caixa_dagua

Ramais provenientes da caixa d’água.
Siga os passos para verificar possíveis vazamentos:

  1. Feche todas as torneiras da casa e não utilize os sanitários.
    2. Feche completamente a torneira de bóia, amarrando-a dentro da caixa d’água, impedindo a entrada de água.
    3. Marque na caixa o nível da água e após uma hora, no mínimo, verifique se ele baixou.
    4. Em caso afirmativo, há vazamentos na canalização ou nos sanitários alimentados pela caixa d’água.

Tratando-se de prédios com caixa subterrânea, deve-se desligar a bomba de recalque, fazendo o mesmo processo, acrescentando a marcação do nível da água dentro da caixa subterrânea, observando o nível para detectar possíveis vazamentos.


TESTE 3

louca-sae

Louça sanitária.
Jogue cinza de cigarro ou um corante na bacia sanitária e fique observando. A cinza ou o corante devem ficar depositados no fundo do vaso; caso isso não aconteça, deve existir algum vazamento na válvula de descarga. Na bacia sanitária com caixa acoplada: coloque algum corante forte na caixa acoplada. Espere de 15 a 20 minutos; se a água do poço da bacia sanitária aparecer colorida, então pode haver algum problema no mecanismo da caixa acoplada.

 

Potabilidade

O SAE assume como compromisso fornecer para os seus clientes um produto de acordo com a legislação brasileira e seguindo as exigências do Ministério da Saúde.

Projetos e Relatórios

Visualize aqui ao lado os Relatórios Anuais de agua potável e efluentes tratados e acompanhe as planilhas de monitoramento de potabilidade.

PROTOCOLOS
Consulte aqui os  relatórios protocolados nos Órgãos Públicos dos últimos 5 anos.

PROJETO REÓLEO
Jurerê in_ participa do Programa Reóleo ACIF, e conta com 1 PEV – Pontos de Entrega Voluntária do óleo usado, localizado em frente à Estação de Tratamento de Esgotos (veja o mapa clicando aqui). Para participar é muito simples: após o uso, coloque o óleo em uma garrafa pet, tampe, e leve até o PEV mais próximo de sua residência! Vamos ajudar a preservar o meio ambiente!

Contato

Para dúvidas, reclamações ou sugestões, entre em contato com a equipe do SAE. Será um prazer atendê-lo.

Contato

    ENDEREÇO

    SAE | Jurerê Internacional®

    Avenida dos Dourados; s/n – Florianópolis – SC, 88053-400

    Atendimento em horário comercial:

    08h30 às 17h

    Telefone: +55 (48) 3211-3175

    WhatsApp: +55 (48) 9116-5368

    atendimento@habitasul.com.br

    Best Wordpress Popup Plugin